Quem Somos Produtos e Serviços Cases Clientes Artigos Galeria de Eventos Fale Conosco

artigos

artigo24

 

VOCÊ ESTÁ DIRIGINDO ...

Márcio Nobre

Você está dirigindo, em um local desconhecido, procurando um lugar aonde quer chegar. Em busca de um caminho. Certamente isso já aconteceu com você. E a sua atitude qual foi? Provavelmente você pediu para que alguém lhe orientasse sobre como chegar. Certo? Acredito que sim.

Agora pense nessa mesma história dentro do seu universo de trabalho. Pensou?
Isso também já deve ter acontecido.

Localizar um endereço ou obter informações sobre como realizar uma tarefa, demonstram mais do que algo em comum nestas duas situações, evidenciam que você precisa de instruções, dicas e dados para atender determinadas necessidades.

Sem dúvida precisamos buscar junto às pessoas, conhecimentos, informações que nos permitirão chegar onde queremos. Fazemos isso quando entramos para o mundo acadêmico, organizacional, na rua ou onde a necessidade estiver presente.

A primeira questão sobre isto é “o quanto você tem buscado estes conhecimentos antes que a necessidade surja?”.
Se você só faz isto mediante a demanda, significa que suas ações estão sendo reativas e isso não é nada bom.
Freqüentemente no dia-a-dia do trabalho nos sobra tempo para conversar sobre aquela festa que vai acontecer no fim de semana, o último capítulo da novela, o placar do futebol, mas veja bem, não que estas conversas estejam completamente proibidas, mas quantas vezes aproveitamos uma sobra de tempo para aprender algo novo, para buscar novas informações, para perguntar a um colega “como funciona este novo projeto?” “Mostre-me como posso fazer isso melhor”. Essa “leitura” sempre me lembra das crianças. Elas possuem algo que perdemos com o passar do tempo “o mundo da curiosidade”.

A segunda questão é o caminho inverso. “Quantas vezes eu ensino alguma coisa para alguém?”. Sempre ouço as pessoas dizendo que querem crescer em suas carreiras, que querem desenvolver-se com a empresa. Pois a resposta que dou para estes anseios é “você ensina as pessoas?”.

Se você objetiva um novo cargo, crescer com a empresa, uma promoção, tenha a certeza de que para que isso aconteça você precisa ensinar as pessoas. Precisa fazer com que elas saibam aquilo que você sabe. Quando ensinamos as pessoas, permitimos que elas realizem tarefas que executamos e que demandam tempo. Tempo este que muitas vezes nos falta para aprender mais, para pensar mais, para evoluir, ou então, tempo que nos falta para viver melhor.
A exemplo disso, lembro-me de uma história que vivenciei em um determinado trabalho e que freqüentemente se repete em outras organizações, talvez até na sua.
O gerente de uma determinada empresa era a única pessoa que sabia abrir o cofre da mesma. Isso fazia com que ele não pudesse ausentar-se, tirar férias, ficar doente e muito menos morrer.
Olhe ao seu redor, olhe para você. Será que isso também não está acontecendo no seu trabalho?

Somos recursos esgotáveis e não há mais lugar para cartas na manga. É preciso despertar para a necessidade de desenvolver as pessoas e de buscar o seu desenvolvimento através daquilo que os outros sabem. Não espere a necessidade bater à sua porta, nem deixe que as pessoas da sua equipe fiquem sem informações que contribuirão para o trabalho de todos.
Pergunte-se, “estou dirigindo para onde eu quero chegar ou dando voltas no mesmo lugar?”.






 
© Copyright 2006, J.A. Nobre Consultores Associados
Webdesign by Webbureau