Quem Somos Produtos e Serviços Cases Clientes Artigos Galeria de Eventos Fale Conosco

artigos

artigo27

 

NO FIM TUDO DÁ CERTO !

J.A. Nobre

Outro dia estava conversando com um vizinho e falávamos de tudo um pouco.
Sendo assim falamos sobre política, esportes e negócios, entre outros temas.
Quando abordávamos o assunto negócios, comentamos a respeito do quanto várias áreas da economia ficam paralisadas no período das férias escolares.
Entre uma ponderação e outra comentamos também, sobre a necessidade de eliminar a sazonalidade nos nossos negócios, sem esquecer do quanto são importantes as férias e que esse período, além de extremamente necessário, deve ser considerado como um renovador de energia.
O assunto negócios deixa claro, que mesmo em férias, poucos são aqueles que conseguem ficar completamente desligados do trabalho. Feliz ou infelizmente, meu vizinho e eu nos desligamos apenas parcialmente.
Lá pelas tantas ele comentou a respeito de um dos seus colaboradores da área de vendas, que se queixava do número de vezes que tinha que visitar um certo cliente, para arrancar minguados pedidos e que ele (o vizinho) o animava dizendo: “no fim tudo dá certo!”
No momento que ele disse isto, fiz o seguinte comentário:
- Está aí o título para o meu próximo artigo!
O adágio velho e conhecido diz o seguinte:
“No fim tudo dá certo; se ainda não acertou é porque ainda não chegou ao fim!”
Ocorrem situações e eventos no nosso dia a dia, sobre os quais não temos controle e muitas vezes, o que ocorre, é exatamente o inverso do que desejamos e planejamos.
Se bem avaliarmos, são muitas as variáveis que provocam nossas situações vivenciadas diariamente e por mais que imaginemos ter tudo sob controle, nem sempre isso é verdadeiro.
Existem muitas pessoas que perdem em qualquer atividade humana por não resistirem ao primeiro não, ou à primeira dificuldade que se apresenta.
Essas pessoas formam, sem dúvida, o “time dos perdedores”. Aqueles para os quais tudo é difícil ou impossível. Criam um rosário de queixas e utilizam-nas para respaldar-se pelos seus fracassos.
A maioria dos projetos que desenvolvemos ou nos quais atuamos nem sempre estão completos.
As vezes até consideramos nossos projetos perfeitos, no entanto os mesmos não resistem a questões básicas, tais como:
- o que é o projeto?
- por que desejo realizá-lo?
- onde, em que local ou área posso concretizá-lo?
- como, ou ainda, de que forma?
- quando, ou seja, em que momento é mais apropriado?
- com quem posso contar, ou quais as pessoas que serão contempladas?
- quanto necessito investir em tempo e valores?
Todos sabemos o quanto é importante planejar, entretanto é impressionante o número de pessoas que não resistem ao impulso de expor e até mesmo, de colocar suas idéias em prática, sem ao menos testá-las.
Sendo assim, a frase título deste artigo pode ser considerada uma desculpa pela falta de planejamento, ou até mesmo, uma forma de conformismo diante de situações adversas ao nosso interesse.
“Se ainda não acertou é porque ainda não chegou ao fim!”... também pode ser entendido que muitos projetos são formados por várias etapas e que as mesmas, necessitam ser queimadas para que seja alcançado o objetivo maior. E evidentemente, quando não possuímos todas as respostas, estaremos utilizando o conhecido método de “tentativa e erro”, ocorrendo, nessas circunstâncias, muita transpiração e zero ou quase nada de inspiração.
Cabe ressaltar que, por mais óbvio que pareça, é que muitas vezes jogamos tempo e dinheiro no lixo, por não fundamentar nossos projetos e decisões através do planejamento, de preferirmos soluções rápidas, empregando métodos empíricos, ou até mesmo, não utilizando metodologia alguma.
Por outro lado, se tudo acontecer corretamente o tempo todo, certamente muitos de nós ficaríamos sem espaço para atuar em nossas diferentes atividades.
Outro entendimento que a máxima ...
“No fim tudo dá certo, se ainda não acertou é porque ainda não chegou ao fim!”
... nos oferece e eu particularmente prefiro, é que devemos ter sempre firmeza de propósito, determinação, ou seja, após concluirmos que esse ou aquele projeto deve ser realizado devemos planejar e transformá-lo em realidade porque ... “no fim tudo dá certo!”






 
© Copyright 2006, J.A. Nobre Consultores Associados
Webdesign by Webbureau