artigo30
Quem Somos Produtos e Serviços Cases Clientes Artigos Galeria de Eventos Fale Conosco

artigos

artigo30

 

QUAL É O SEU VERDADEIRO PAPEL PROFISSIONAL ?

Márcio Nobre

Você já fez este questionamento? Já se propôs a definir exatamente a essência do seu papel como profissional?
Sempre que promovo essas perguntas junto aos participantes de treinamentos e palestras que realizo, na grande maioria das vezes, as respostas que obtenho estão ligadas ao universo das tarefas. “Sou responsável pela equipe de vendedores, trabalho em busca de metas por período, visito Clientes”; “Meu papel é acompanhar se os procedimentos da Qualidade estão sendo seguidos pelos colaboradores para que nossos produtos correspondam ao que projetamos”; “Sou atendente da loja, controlo o estoque e faço os pedidos de produtos em falta”. Aposto que se você fizer o mesmo questionamento, inicialmente sua resposta assemelhar-se-á com as demais e que ela estará relacionada as suas atividades, as suas tarefas.

Essa resposta também se torna comum porquê a exemplo, quando você recebe uma oportunidade em uma empresa, quando surge uma vaga de trabalho, essa vaga, essa oportunidade é para fazer alguma coisa. “Precisa-se Analista de Operações Financeiras habilitado em gerir e verificar nos sistemas a incorporação correta de carteiras de crédito e outros ativos. Manter atualizado os saldos operacionais dos devedores, cálculo de juros, comissões e gastos efetuados”.

Mas na essência o que a empresa está procurando é uma solução. Sim, as empresas contratam solucionadores, agentes facilitadores. Pessoas capazes de resolver, de fazer com que as coisas aconteçam, de dar andamento e sinergizar ao que lhe compete e mais, pessoas comprometidas com o espírito de fazer algo a mais.

Não raras vezes, o que acontece é que os colaboradores não vêem em si o verdadeiro sentido da palavra “colaborador” e acabam tornando-se “dificultadores”.

Dificultadores de relações interpessoais, de tomadas de decisões, de produtividade, de atendimento, de gerenciamento, de comunicação, e conseqüentemente em tornar viável, exeqüível os objetivos aos quais a organização se propõe.

Cada vez mais as organizações precisam de pessoas voltadas para a busca permanente de soluções, mas infelizmente ainda encontramos “dificultadores” que colocam empecilho em tudo e que não estão focados no que o verdadeiro papel profissional representa.

Se você já ouviu frases, tais como: “Mas isso não vai dar, não tem como fazer”, “O fulano está de marcação comigo, sempre me arruma algo na hora de ir embora”, “Pode fazer tudo, mas quem decide aqui sou eu”, “Mas não fui eu que lhe atendi e hoje ela está de folga”, “Como não está pronto? Eu colei um bilhete no teu computador pedindo isso!”, você pode estar ou fazer parte do universo de dificultadores.

Mas o que fazer para mudar esse quadro?
Individualmente, você precisa propor a si mesmo o papel de agente facilitador, de ser a solução. Isso representa a tomada plena de consciência e maturidade profissional e mais, isso rende frutos em sua carreira e lhe gera o benefício da satisfação pessoal. Vale à pena periodicamente você rever suas atitudes, seus comportamentos e refletir sobre o que há para melhorar.

Em nível Organizacional, é preciso promover junto às pessoas que elas são muito mais que meros realizadores de tarefas, que há um sentido e uma essência muito mais ampla enquanto profissionais. Também é preciso sensibilizar as pessoas quanto à importância daquilo que fazem, do que “realizam”, de que são determinantes para o processo e de suas responsabilidades por este. E ainda, essencialmente é necessário capacitar, treinar e desenvolver permanentemente as pessoas para que estejam credenciadas de forma técnica e comportamental a serem verdadeiros colaboradores, a serem a solução para que a empresa aconteça.
Qual é o seu verdadeiro papel profissional?





 
© Copyright 2006, J.A. Nobre Consultores Associados
Webdesign by Webbureau