artigo36
Quem Somos Produtos e Serviços Cases Clientes Artigos Galeria de Eventos Fale Conosco

artigos

artigo36

 

COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ

J.A. Nobre

Recentemente assisti, pela terceira ou pela quarta vez, o filme com o título deste artigo.
Para aqueles que não tiveram a oportunidade de assistir e para aqueles que não lembram, aí vai um pequeno resumo.
Trata-se da história de uma jovem, que ao sofrer um acidente, perde parte da memória, ou seja, apenas lembra-se das ocorrências de cada dia. Um rapaz aproxima-se dela, apaixona-se e descobre o problema. A partir daí, ele começa todo um processo para conquistá-la e a cada dia vai criando situações pra que ela se recorde dele e das coisas da própria vida dela.
É todo um processo de encantamento, no qual ele desenvolve diariamente idéias que façam com que ela retome os acontecimentos ocorridos, a fim de que ela possa reconstruir sua vida.
Justifico o fato de ter assistido várias vezes este filme, porque além de ser uma maravilhosa história de amor, também é uma clara demonstração de carinho e de conquista, uma conquista permanente, que poucas pessoas são capazes de manter em qualquer tipo de relacionamento.
O que acabamos vendo no dia-a-dia pode ser exemplificado por uma piada infeliz que conta o seguinte:
“Um homem morreu e foi para o céu. Nos primeiros dias achou agradável. Os anjos e os pássaros voando calmamente, flores lindas e perfumadas, as outras pessoas conversando e passeando tranqüilamente, ou seja, um lugar de paz. Com o passar dos dias ele começou a entediar-se e procurou São Pedro, propondo o seguinte:
- O senhor permite que eu vá ao inferno, para ver como se vive lá?
São Pedro disse-lhe que poderia ir, porém que a sua permanência seria de apenas uma hora e que teria que voltar.
Ao chegar ao inferno, o homem foi recepcionado por uma diaba linda, cheia de belas curvas, simplesmente estonteante, que imediatamente o conduziu para um salão, onde belas mulheres dançavam nuas. Para sua surpresa, seus amigos, que haviam morrido antes dele, estavam sentados junto ao balcão de um sofisticado bar, bebericando diferentes bebidas.
O homem perguntou à diaba se poderia desfrutar daquelas delícias, porém ela disse-lhe que isso só seria possível se ele fosse um morador do inferno e que o seu tempo de permanência estava acabando, ou seja, ele teria que voltar para o céu.
A contragosto, ele voltou ao céu e foi ao encontro do São Pedro, com o firme propósito de mudar-se para o inferno.
São Pedro disse-lhe que caso ele voltasse para o inferno, jamais poderia retornar ao céu e que ele iria arrepender-se amargamente, caso optasse por essa decisão.
O homem simplesmente não lhe deu ouvidos e foi para o inferno.
Ao chegar ao inferno foi recebido pelo diabo, que lhe prendeu a correntes e o incubiu de transportar em grandes baldes, uma enorme quantidade de aço líquido, fervente, num ambiente extremamente quente e asfixiante.
Estupefato ele perguntou ao diabo:
- Onde estão aquelas belas mulheres, o bar, os meus amigos, aquele maravilhoso lugar?
Ao que o diabo respondeu:
- Agora você já é cliente!”
Duas situações, dois momentos e infelizmente, na maioria das vezes o que percebemos, em muitas relações, é que este último é mais comum.
Como seria interessante e encantador se recebêssemos e proporcionássemos o tratamento a todas as pessoas que nos cercam como se fosse a primeira vez!
Nem todas as pessoas o conseguem, algumas por serem amargas, infelizes, ou pouco inteligentes.
Ser tratado com amor e carinho é o que qualquer ser humano almeja, ao menos, as pessoas normais.
A mensagem, para mim, mais importante do filme em epígrafe, é que o encantamento, a atenção, o carinho, o renovar, devem estar presentes a cada dia, em todos os momentos das nossas vidas, caso desejamos ser felizes.
Ser feliz está proporcionalmente direto a fazermos com que as pessoas que nos cercam (clientes internos e externos) sejam felizes por terem a oportunidade de conviver com o melhor de nós.
Eu quero tratar a todos que me cercam como se fosse a primeira vez e você?





 
© Copyright 2006, J.A. Nobre Consultores Associados
Webdesign by Webbureau